Trilhos na iluminação residencial

 

Apartamento em Fortaleza- CE |Arquiteto: Emanuel Cassiano |

IMG-20170508-WA0017

Arquiteto: Emanuel Cassiano.

E aí pessoal, tudo bem? O post de hoje é de um projeto que vem de Fortaleza e de um grande amigo, o Arquiteto e Lighting Designer Emanuel Cassiano. Pra quem acompanhou nossas postagens no nosso “Story” do Instagram (@alux.iluminacao), nós apresentamos alguns trilhos que chegaram em nosso showroom e demos alguns exemplos de como utilizá-los.

Coincidentemente, dias atrás Emanuel havia me enviado fotos do seu apartamento, no qual fez o uso (e muito bem feito) de iluminação com trilhos em sua sala de estar, achei muito interessante e resolvi compartilhar com vocês. O projeto ficou bem conceitual; acabamentos, mobiliário, decoração e iluminação em perfeita harmonia. Pedi a ele que nos apresentasse o conceito do projeto e segue abaixo suas palavras:

“O partido da decoração desse apartamento foi abrir mão do branco óbvio, preenchendo as paredes com texturas diversas afim de gerar um espaço dinâmico, privilegiando as texturas, materiais e iluminação. Tudo  equalizado com uma decoração alegre, confortável e aquecedora, pontuando com objetos e mobiliário de design.” (Emanuel Cassiano)

Então vamos falar sobre a iluminação por meio desse sistema que remete ao industrial e funciona muito bem na iluminação decorativa. Os trilhos permitem flexibilidade na iluminação o que é muito bom para este tipo de projeto, sempre gosto de frisar essa palavra flexibilidade, justamente por não serem luminárias fixas e permitirem o deslocamento conforme a necessidade ou mudança de layout, muito bom para àqueles que constantemente gostam de dar uma cara nova ao seu espaço; outro ponto a favor desse sistema é que não necessitam de forro, podendo ser fixado diretamente na laje,  no cenário atual, principalmente de apartamentos, é um ganho de altura de pé-direito considerável.

IMG-20170508-WA0014

Arquiteto: Emanuel Cassiano.

Em iluminação residencial, o que determina o tipo de luz dos ambientes são: perfil do usuário e o uso que este faz do espaço. Não há certo e errado. Claro que há de se atentar à determinados aspectos como áreas de trabalho e afins, mas isso é tema para um próximo post. Como vemos nas imagens acima, no projeto em destaque não há luz geral, o Arquiteto fez o uso dos trilhos destacando itens de decoração presentes no espaço e servindo claro como iluminação para o ambiente como um todo; outro alternativa usada pelo lighting designer foi iluminação indireta por meio de um perfil acima da TV, próximo ao teto e a sanca com iluminação também indireta, os dois podendo ser utilizados como complemento para o ambiente e até mesmo serem ligados em momentos diferentes, é aí que se criam as cenas e a dinâmica do espaço, intenção dele ao conceber o projeto.

“Algumas lâmpadas são comuns de serem usadas em ambientes residenciais: Par20, Par30, Dicróicas, Ar70. Muito importante! Avaliar Pé-direito, acabamentos, distância da fonte de luz para o objeto a ser iluminado, para então determinar a lâmpada ou luminária corretas.”

IMG-20170508-WA0018

Arquiteto: Emanuel Cassiano.

Uma dica simples mas que vejo ainda em alguns projetos, profissionais cometendo este erro é quanto ao direcionamento dos Spots que compõem o sistema. Deve-se estar atento aos pontos de circulação e principalmente aos espaços de permanência de pessoas. Veja na imagem acima que não há qualquer ponto de luz direcionado para o sofá ou para entrada do apartamento, quando isso ocorre causa ofuscamento e incômodo naquele que recebe esta luz. Atendendo à estes requisitos diminuem as chances de haver erros.

Bom pessoal, vocês perceberam como os trilhos podem se encaixar muito bem ao conceito de um projeto luminotécnico residencial. Há vários modelos, várias maneiras de montar, o que determina a escolha é o estilo do cliente e profissional responsável pelo projeto. Deixem seus comentários com dúvidas, críticas ou sugestões. Esse espaço é para compartilharmos conhecimento, e difundirmos cada vez mais a cultura da luz.

Um abraço e até a próxima!

“Alux, luz para todas as possibilidades.”

Um comentário sobre “Trilhos na iluminação residencial

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s